As mais belas paisagens

As mais belas paisagens

Você encontra aqui em Urubici

Urubici é um município de Santa Catarina, localizado na Serra Catarinense conhecida por ser a região mais fria do Brasil, sendo o único lugar do país onde neva todos os anos, mesmo que por poucos dias, durante o inverno.
O frio e a paisagem de pinheiros, vastos campos com gado pastando e grandes cânions são um cenário curioso e surpreendente num país majoritariamente tropical como o Brasil – mesmo no verão,  apenas 100 quilômetros do litoral, sente-se o clima de montanha. Cavalgar em paisagens montanhosas e depois descansar em frente ao fogo de chão, degustando a comida local, são programas típicos da Serra Catarinense.

Cascata Avencal
A Cascata do Avencal é uma das cachoeiras do município de Urubici, em Santa Catarina, no Planalto Catarinense. O pequeno rio que forma a cachoeira se chama Rio do Funil, sugestivo da grande parede em semicírculo que deu origem a cachoeira. Tem cerca de 110 m de altura e é de fácil acesso, próxima ao núcleo urbano.
É evidente o contato entre os derrames de lavas, que é a principal característica estrutural da Formação Serra Geral, o maior extravasamento de lavas do planeta.
É frequentada por praticantes de rapel. O nome deriva da avenca, vegetação comum na região. É possível chegar de carro à parte de cima da cachoeira e a pé à parte de baixo, mas é preciso ter calçados apropriados e tomar cuidado com as pedras escorregadias.
Fica no Morro do Avencal, próximo às inscrições rupestres, na chegada a Urubici para quem vem de São Joaquim.
É a maior cascata aberta a visitação no município. Há cobrança de ingresso na parte superior.
Dicas: Uso de calçados para trilha na sua visitação pela parte de baixo, e cuidado com pedras escorregadias próxima a sua queda. Na parte superior da cachoeira, o acesso é fácil e pode ser visitada a qualquer hora do dia.

Inscrições rupestres:
O sítio fica no Morro do Avencal, com acesso no quinto quilômetro da estrada que vai para São Joaquim. São inscrições deixadas por povos que habitaram a região há pelo menos 4.000 anos, um dos mais importantes registros arqueológicos em território catarinense. Presume-se que esses povos considerassem sagrado o local das inscrições.
Destaca-se a imagem perfeita de um rosto, a "Máscara do Guardião", que deve ser procurada atentamente pelo visitante.

Igreja Matriz Nossa Senhora Mãe dos Homens
Em estilo gótico, é uma das maiores igrejas do Estado, idealizada pelo padre José Alberto Espíndola, cujos restos mortais estão no interior da igreja. O padre ganhou fama de santo e a população atribui a ele várias graças. Uma curiosidade arquitetônica da igreja é que há três entradas semelhantes à principal.
Inaugurada em 1973, depois de oito anos da pedra fundamental, foi construída graças às doações da comunidade - não só em dinheiro, mas muitas vezes em produtos agrícolas colocados posteriormente à venda.

Morro da Igreja
Para fazer a visitação ao Morro da Igreja, precisa de autorização no ICMBio, pelo fone (49) 3278-4994 ou por e-mail: agendamentoparque@hotmail.com, sem cobrança. Localizado a 29 km do centro de Urubici, o morro sedia uma base de aeronáutica que controla o espaço aéreo de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. É o ponto habitado mais alto do sul do Brasil. Ali foi registrada a temperatura oficial mais fria do país - 17,8 graus negativos, em 1996.
O vento intermitente dá a sensação de frio ainda mais intenso. Em todos os invernos há, invariavelmente, ocorrência de neve. É um passeio imperdível e de fácil acesso quando o tempo está bom - a subida do morro, cujo topo está a 1.822 metros de altura, é asfaltada. Do alto tem-se uma visão privilegiada da Pedra Furada, interessante formação que se assemelha a uma grande janela natural. Não esqueça  de levar agasalhos, porque baixas temperaturas são comuns mesmo no verão. Para evitar neblina, o melhor horário de visitação é entre as 10h e as 15h. Os visitantes podem passar a primeira porteira, que geralmente encontra-se aberta, mas não têm permissão para entrar na área da aeronáutica, a partir da segunda porteira, que permanece fechada e com segurança em tempo integral.
Dicas: É comum baixas temperaturas mesmo no verão, levar agasalhos, melhor período para visitação é das 09:00h às 16:00h.

Favor colocar no email data que vc quer ir e a placa do carro ou moto, eles nao respondem, mas no dia do passeio vc devera buscar autorizacao na rua atras do banco do brasil.
E-mail: agendamentoparque@hotmail.com
Telefone: (49) 3278-4994

Pedra Furada:
Para fazer a visitação ao Morro da Igreja, precisa de autorização no ICMBio, pelo fone (49) 3278-4994 ou por e-mail: agendamentoparque@hotmail.com, sem cobrança. Curiosa escultura natural em forma de janela, com aproximadamente 30 metros de circunferência. Pode ser visualizada do alto Morro da Igreja, à direita de quem chega ao topo (é preciso estacionar o carro e caminhar cerca de 20 metros em direção à borda do cânion).
Se o dia for límpido, é possível avistar o mar, a mais de 100 km de distância. Mas se houver nuvens o espetáculo também é belo. A Pedra Furada é o ponto de referência da divisa entre três municípios - Urubici, Bom Jardim da Serra e Orleans.
Formação rochosa como uma escultura natural em forma de janela medindo aproximadamente 30 metros de circunferência. Situado nas divisas de três municípios, Orleans, B. Jardim da Serra e Urubici.
Dicas: É comum baixas temperaturas mesmo no verão, levar agasalhos.

Favor colocar no email data que vc quer ir e a placa do carro ou moto, eles nao respondem, mas no dia do passeio vc devera buscar autorizacao na rua atras do banco do brasil.
E-mail: agendamentoparque@hotmail.com
Telefone: (49) 3278-4994

Cascata Véu de Noiva:
Com 62 metros de queda, a cascata se destaca entre as mais de 80 encontradas no município. Não há queda livre: a água desliza suavemente por grandes rochedos. Quando há maior vazão, a espuma branca faz o visual assemelhar-se ao de um grande véu de noiva - daí o nome pelo qual é conhecida.
A cascata fica em propriedade particular, há no local um restaurante que também serve lanches. Na caminhada de 300 metros entre o estacionamento e a base da cascata é possível flagrar diversos pássaros da fauna local - curiós, sabiás, tico-ticos, pica-paus, gaturamos, capitães-do-mato -, em uma explosão de sons e cores. Uma trilha suspensa a 10 metros de altura, com 260 metros de comprimento, ligando as copas das árvores, permite a prática do arvorismo, modalidade que chegou recentemente ao país. A cascata fica no caminho para o morro da igreja.
Dicas: A cascata fica em propriedade particular e há cobrança de ingresso.

Serra do Corvo Branco:
A lendária estrada que foi a ligação pioneira entre o litoral e a serra continua em atividade. A "garganta" de entrada (a estrada começa no meio de dois paredões de pedra, a 27 km do centro de Urubici) proporciona uma visão impressionante.
Descer a serra até a cidade de Grão-Pará, como motorista ou passageiro, é uma emoção única, quase comparável à sentida em uma montanha-russa. As curvas fechadas (para se ter idéia do ângulo, caminhadas têm que fazê-las em duas manobras para não invadir a pista contrária e o tráfego de veículos maiores é proibido) e a pequena largura da estrada remetem imediatamente ao tempo em que a estrada era conhecida como "a mais temível" de todo o Brasil. O tempo passou e ela não perdeu sua imponência. Não esqueça, portanto, de testar os freios antes de começar.

Gruta Nossa Senhora de Lurdes:
Ponto de peregrinação religiosa, fica na localidade de Santa Terezinha, a 10 km do centro de Urubici, no caminho para o Morro da Igreja. É uma gruta natural, cercada por paredões, na qual desde 1944 existe a imagem de Nossa Senhora de Lourdes.
Objetos e fotos deixados no local pelos fiéis são testemunhos das graças alcançadas. Uma queda d'água com mais de dez metros de altura completa o encanto de cenário. No local é realizada em outubro a Romaria da Penitência.

Caverna Rio dos Bugres:
Antigo abrigo de índios, a caverna fica em área de vegetação exuberante. Para chegar lá, é preciso enfrentar 11 km de estrada estreita de terra batida, mas vale a pena. Um rio é presença constante no cenário e há grande possibilidade de encontrar cavaleiros pelo caminho, com vestes e adereços tipicamente serranos.
Nos últimos 300 metros antes de chegar à caverna, a trilha piora e o melhor é deixar o carro e seguir a pé. Não esqueça de levar uma lanterna para apreciar o interior da caverna - e chegar à saída sem se perder!

Morro do Campestre e Cachoeira sete quedas:
Abre finais de semana e feriados. Sugiro você se informar se o Morro da Cruz está aberto à visitação antes na Secretaria de Turismo de Urubici pelo telefone (49) 3278-4245.

Caverna Rio dos Bugres:
Localização: Povoado de Rio dos Bugres
Distância: 11 km
Histórico: Formada por túneis interligados, seriam como habitações indígenas.
Dicas: Recomendamos a contratação de um guia local para esta visitação, trazer lanternas.

Cachoeira Rio dos Bugres:
Localização: Contrafortes da Serra Geral
Distância: 14 km
Atrativo: Particular
Acesso: Fácil a Moderado
Histórico: Queda d’água com 120 metros de altura, excelente opção para trekking. Dicas: Trilha com duração de até 4 horas, recomenda-se contratar guia local. Não deixe de levar tênis com solado de látex, repelente, kit de primeiros socorros, roupas confortáveis para caminhada e principalmente um lanche.

Canion espraiado com Passeio a cavalo, rapel :
O Canion do Espraiado é muito lindo, tem uma vista muito legal e é possível ver a entrada para a Serra do Corvo Branco (estrada) e bem ao fundo o Morro da Igreja. Acredito que em comparação com as outras atrações em Urubici, ele ainda é pouco conhecido entre os turístas.
A trilha é um pouco longa, cerca de 25km para ir, voltar e andar pelo Canion (cerca de 8 horas), mas não é pesada, tem apenas um subida um pouco maior (ao total sobe cerca de 400 metros) e vale muito a pena, principalmente para quem gosta de caminhar na natureza. Tem alguns Búfalos no caminho, mas não tivemos problemas.
Contato: 49 9 9253 1473

Graxaim Ecoturismo:
Fiquei cansado, mas muito feliz, de poder conhecer o Cânion do Espraiado. Guiado pelo Sr. Sérgio da Graxaim Ecoturismo, percorremos uma trilha de percurso total (ida e volta) de 7 horas e 25 km. O Sr. Sérgio atendeu-nos muito bem, explicando sobre o trajeto e características da fauna e flora da região. Pegamos um dia de sol e sem neblima no cânion, o que rendeu incríveis vistas e belas fotos. Recomendo o passeio ao Cânion do Espraiado e outros com a Graxaim Ecoturismo.
Número de telefone: 49 3019-9011

Serra Sul Ecoturismo:
Tanto o Zé Marcos quanto a Débora muito atenciosos, desde o primeiro atendimento por email, depois por whatsapp e finalizando com o acompanhamento no pedal, nos deu dicas muito boas, como a do Morro da Igreja, na volta descemos pela Serra dos Bitus que pra quem gosta de MTB vai curtir demais, almoço no restaurante da cachoeira Véu de Noiva... enfim recomendo, muito atentos e prestam um excelente atendimento e serviço.
Número de telefone: 55 49 3278 4838

Compartilhar esta pagina

© 2018 pousadajardimdobuda.com.br. Todos os direitos reservados.

© 2018 pousadajardimdobuda.com.br.
Todos os direitos reservados.